ANTIGA QUINTA PARA VENDA NA TOSCANA

13 Fotos
A antiga quinta na região da Toscana para venda, está localizada no coração do Casento, em Itália, o primeiro vale ao longo das margens do rio Arno, terra de fronteira entre Florença, Arezzo e a Emília-Romanha e é composta de um total de 3.200 m² de superfície coberta imersa em 99 hectares de terreno deixado a mata e a terras aráveis: a paisagem é estupenda no meio do curso do Rio Arno, do verde dos choupos e da cadeia montanhosa que envolve todo o vale. O complexo é constituído por vários edifícios de prestígio: a casa de colonos, totalmente construída de pedra, é composta por dois corpos de aproximadamente 450 m² e 300 m² dos quais o mais antigo é composto por uma torre da muralha mais externa do Castelo Toscano de Romena e remonta ao séc. X. 
 A casa dita Coltriciano é um edifício de ca. 950 m² também este totalmente construído de pedra, colocado no topo de uma colina que domina o Casentino e encontra-se a 300 m da igreja de Romena, considerada uma das mais belas igrejas românicas da região da Toscana, em Itália. Insiste sobre o terreno da propriedade uma zona constituída por uma casa de colonos de 380 m² e por um antigo estábulo com o respetivo armazém para um total de ca. 1.200 m². A área imediatamente circundante é muito rica em igrejas românicas e castelos medievais bem conservados mas o personagem principal do território é, no entanto, a floresta milenária de três importantes mosteiros construídos entre o seu silêncio: Camaldoli, La Verna e Vallombrosa. Imersa nos bosque e na quietude do Parque Nacional das Florestas do Casentino, a quinta apresenta as características típicas dos ambientes rústicos toscanos: exteriores de pedra, tetos e acabamentos em madeira. Localizado no sopé do Castelo de Romena e da homónima igreja românica, este antigo complexo imobiliário de grande valor hoje para venda, em Itália, tipicamente em pedra, está localizado numa posição panorâmica no que respeita ao vale do alto casentino, a uma curta distância do Parque Nacional da Floresta do Casentino e do Monte Falterona, uma posição ideal para quem deseja visitar Florença, Arezzo e Siena e ter, ao mesmo tempo, a possibilidade de visitar uma Toscana diferente dos destinos tradicionais.
Informações Técnicas Superfície interior: 3.200 m² 
Superfície exterior: 99 ha 

Tipologia: Propriedades de prestígio para venda - Castelo na Toscana 

Casa de colonos I: 750 m² 
Casa de colonos II: 380 m² 
Casa Coltriciano: 950 m² 
Quinta La Pieve: 1.120 m² 
Terreno em bosque e terra arável 

Arezzo 32 km - Florença 40 km - Riviera Adriática 90 km - Siena 100 km - Chianti 50 km – Banhos termais 30 km - Aeroporto de Florença 48 km – Portagem da Autoestrada: A1, saída Firenze sud km 32.
Ref: 0067
Preço: € 3.200.000

castelo em Florença

casas de campo para venda
empresas vitivinícolas

Contactos

Para responder melhor ás vossas exigências, por favor preencha os campos abaixo, especificando a língua na qual gostaria de obter a resposta. A Lionard responder-lhe-á o mais rapidamente possível.

Nome *
Sobrenome *
Email*
Telefone*
Sociedad
LÍngua*
PaÍs *
Messaggio *
Privacy *
Aceito as condições do Decreto-Lei N° 196/03.

Tel.: +39 055 0548100

Toscana - Pratovecchio Romena

A existência de Pratovecchio é atestada em documentos oficiais do séc. X mas adquiriu progressivamente importância a partir do séc. XIII até chegar ao clímax na segunda metade do séc. XIV. Nesta terra nasceram Paolo di Dono dito Paolo Uccello, um grande pintor do início da renascença florentina, Cristoforo Landino, famoso humanista e comentador da Divina Comédia, de Dante Alighieri, e o pintor Jacopo Landini dito Jacopo del Casentino. Dominam a capital as ruínas do Castelo de Romena onde Dante Alighieri permaneceu em exílio, hóspede do conde Guido Selvatico de Dovadola. 
No séc. XIX a criação de uma empresa florestal Real deu um grande impulso ás atividades relacionadas com a exploração dos recursos da floresta dando continuidade a uma tradição local que remontava à Idade Média; daqui provém, por exemplo, uma parte considerável da madeira necessária para a construção do Duomo de Florença. O Castelo, de origem remota, foi inicialmente um feudo dos Condes Alberti de Spoleto e, em seguida, passou aos Guidi. A fortaleza que parece ter tido 16 torres, passou, em 1358, aos florentinos e tornou-se famoso por mérito de Dante Alighieri no canto XXX do Inferno, da Divina Comédia. 
Em 1902, foi hóspede no castelo Gabriele D'Annunzio, que ali compôs 16 dos cantos do Alcyone. O castelo sofreu graves danos durante a Segunda Guerra Mundial tendo sido posteriormente restaurado. A uma curta distância da Fortaleza chega-se à Igreja de San Pietro em Romena que foi fundada no séc. X, sobre as ruínas de uma igreja ainda mais antiga, e reconstruída, em 1152, constituindo um dos exemplos mais notáveis de arquitetura românica de toda a região.